Skip to main content

Thais e Pedro

Meu noivo Pedro e eu aceitamos o convite de seus pais para participarmos no FDS Encontro Matrimonial para noivos, sabendo apenas que se tratava de um curso preparatório para o casamento religioso. Não sabíamos ao certo o que iríamos viver (e que doce surpresa tivemos), e por isso fomos sem expectativas.

Assim que chegámos fomos recebidos pelo casal Miquelina+Pedro e logo pudemos sentir que viveríamos um fim de semana especial. Afinal, nos receberam com muito amor e disposição em uma sexta-feira pelas 23h. E depois viemos a saber que fomos o primeiro casal a chegar...

O fim de semana do EM foi revelador. Rimos, choramos, fizemos novas amizades, tivemos muito próximos a Deus, chorámos mais um pouco (!), nos revigoramos, e seguramente os temas que o FDS nos propõe a desenvolver são de longe a experiência mais imersiva que alguma vez já experienciamos.

Quando o Padre Manuel Silva deu abertura ao FDS, ficamos impressionados com a sua amabilidade e bom humor, que fizeram toda a diferença para que ficássemos à vontade em relação a deixarmos transparecer as nossas emoções - que foram livres de julgamentos.

Ouvir os testemunhos dos dois casais da equipa do EM, Luísa+Emídio e Graça+Paulo, nos fez perceber que não somos os únicos a viver situações desafiadoras da vida em casal (soube tão bem saber disso). Fomos inspirados tão profundamente, que ficamos logo desejosos por iniciar algumas mudanças na nossa vida a dois.

A dinâmica do EM também permitiu que nos conectássemos intimamente em nossos sentimentos em conjunto, nos conhecêssemos ainda mais, e através da partilha de afetos verdadeiros, pudemos fortalecer o nosso amor e reafirmar o que desejamos para o breve futuro: viver no sacramento do matrimónio.

Quando o Encontro terminou, concordamos que certamente deveríamos recomendá-lo para outros casais de noivos ou casados, pois aquela imensidão de conhecimento e amadurecimento não poderia ficar contida apenas em nós. Os casais que amamos também merecem essa oportunidade. Depois desse fim de semana já não somos mais os mesmos. Somos ainda mais fortes, apaixonados, e mais dispostos a ouvir e compreender o outro.

Agradecemos do fundo do coração a todos os envolvidos no fim de semana, inclusive os casais da organização Isabel+Vítor e Geninha+Cavadas, por doarem o seu tempo em prol do amor. Gratidão a todos,

Thais + Pedro

  • Visualizações: 307

Evelyne e Hélder

Fonte jorrante de desafios constantes, a vida é um caminho que se faz caminhando!

Uma vida é feita de opções, de erros e acertos, de experiências penosas, regozijantes e entediantes. Na vida cabe tudo, a vida é tudo! Daí deriva a nossa dignidade.

Num mundo cada vez mais insano, a afirmação desse ineliminável imperativo torna-se cada vez mais premente. Daí a necessidade de exigência, daí a necessidade de ponderação, daí a necessidade de temperança, daí a necessidade de razão. As escolhas de vida, entre as quais o casamento, são, por isso, momentos decisivos.

Depois de anunciar ao pároco da comunidade a nossa intenção de contrair matrimónio, o mesmo deu-nos a conhecer, incentivando-nos, o movimento Encontro Matrimonial. Naturalmente, a primeira reação foi a perplexidade. Não obstante, depois de algum tempo de ponderação, animados pela vontade de bem fazer, decidimos embarcar na experiência. Diga-se, para desfazer o “suspense”, que a decisão foi tomada em trinta segundos. Perante o óbvio, não há lugar para tergiversações!

O FDS para noivos concorre para fazer do casamento um projeto de vida plenamente assumido. Não se trata de uma conversa “beata”, mas sim de um verdadeiro teste de relação, abordando vários e variados temas (Ser Noivo Hoje; Encontro Comigo Mesmo; Uma Comunicação Aberta; O Amor Que Dá Vida, As Decisões No Casamento; A Sexualidade; A Reconciliação; O Sacramento Do Matrimónio; Construir Unidade; O Casal, Sinal de Amor Para A Igreja E Para O Mundo), todos eles relevantes na perspetiva da união indissolúvel que é o casamento. Aqui fica o mote: os futuros cônjuges devem adotar uma atitude prudente, procurando construir alicerces sólidos para a casa que será a sua união futura.

O encontro matrimonial é uma experiência intimista num contexto grupal, não uma simples reunião de grupo. Pode parecer paradoxal, mas o certo é que não há aqui um “voyeurismo” típico de debates em plateia (onde cada um sabe o que os outros pensam ou, pelo menos, dizem), antes reflexão pessoal e diálogo entre noivos em torno dos temas previamente apresentados, fruto das vivências respetivas, por dois casais e um sacerdote. Em suma, o encontro matrimonial põe os noivos a nu sem, no entanto, que os outros vejam. A intimidade do lar a construir fica, desse modo, salvaguardada.

A coerência deve ser prezada, pelo que faz todo o sentido, sendo o casamento algo muito sério, participar na experiência e fazer dela um momento de encontro privilegiado com o outro. Passado o fim-de-semana, o que ficou, em termos quase físicos, foi a sensação de completude, fruto do que aprendemos, do que partilhámos, do que vivemos um para o outro.

Chegados a casa depois do FDS, o sorriso não saía do nosso rosto, tal foi a felicidade sentida por termos vivido um momento tão especial, confortados no nosso compromisso de vida. A experiência permitiu-nos vivenciar de forma ainda mais interpenetrada o dia do nosso casamento e todos os dias desde então. O “eu” deu lugar ao “nós” e o casamento é isso mesmo! Para os mais pragmáticos, fica esta dica: às vezes, as coisas boas encontram-se onde menos se espera!

Evelyne + Hélder

  • Visualizações: 293